rss
Hora local: 10:05
logotipo
Você está aqui: Página Inicial

Autarquia de Celorico de Basto instala conselho Municipal para a Eficiência Energética

  • Imprimir
  • Enviar por email
2012/03/06

Celorico de Basto apresentou hoje, 06 de março, no salão nobre dos paços do concelho, o Conselho Municipal para a Eficiência Energética, CMEECB, numa cerimónia que contou com a presença do secretário de Estado da Energia, Henrique Gomes.
"É nosso objetivo trabalhar ativamente, em projetos empreendedores para ajudar o país a assegurar a sua autonomia energética, com preços competitivos. Neste momento, somos um, concelho onde se produz energia Hidrica, Solar, Eólica, Biogás e muito em breve, biomassa" palavras do presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, que preside ao órgão agora instalado.
O autarca destacou, durante a sua intervenção, a criação de uma Carta Energética que assentará em duas vertentes essenciais. "Em primeiro lugar pretendemos desenvolver um plano de aproveitamento dos nossos recursos naturais, para a produção energética, tendo como consequência a produção de riqueza e a valorização do território" referiu o autarca que não pode deixar de lembrar que o aproveitamento Hidroelétrico de Fridão não acarretou benefícios para a região. O segundo vetor, destacado pelo presidente, direcionou-se à poupança das famílias e das empresas. "Por um lado fomentar hábitos e comportamentos económicos e por outro, promover a instalação de sistemas e equipamentos que gerem menores gastos de energia", mencionou.
O autarca fez ainda referência à necessidade de criar mecanismos que promovam o empreendedorismo na área da Energia e do Desenvolvimento Rural, ao "agilizar os processos de licenciamento de mico-hídricas em Portugal, aprovando mecanismos que pudessem fomentar aproveitamentos hidro-elétricos até 750 kw". Segundo o edil seriam medidas "claramente incentivadoras de um empreendedorismo rural com escala, diversificação e solidez, seguindo numa lógica de articulação entre diversas áreas de desenvolvimento como a Agricultura, a Floresta, o Turismo e a Energia ", concluiu.
O secretário de Estado da Energia destacou uma série de ações que serão levadas a cabo pelo atual governo para permitir uma maior eficiência energética como potencializar o mercado liberalizado da energia e reduzir os défices tarifários.
Quanto ao Conselho Municipal agora instalado, Henrique Gomes, mostrou-se surpreendido com o projeto dizendo que " mostra ser um projeto de grande relevância tendo como carateristicas principais o envolvimento da população e de diversas entidades de relevo para este concelho, sendo notória a preocupação em executar um trabalho conjunto que tem por missão facilitar o desenvolvimento da região logo, do país", realçou.
Importa referir que compete ainda, ao CMEECB, a apresentação de estudos de investigação no âmbito da eficiência energética e energias renováveis e a elaboração de material pedagógico além de indicar serviços de certificação energética dos edifícios municipais de acordo com a legislação e as normas em vigor.
Visa também, criar um "Observatório Energético" destinado a recolher e publicar dados estatísticos sobre o consumo de energia e emissões de gases que contribuam para o efeito de estufa.
No cômputo geral, o conselho é constituído por 18 membros com o presidente da Câmara Municipal a presidir. Todos eles com um papel preponderante na tomada de decisão e na promoção da eficiência energética. O destaque incide sobre as empresas energéticas que fazem parte integrante do conselho como a EDP, a GFD, Energias Portugal, a Hidroerg e a Vimasol.
O conselho irá reunir duas vezes ao ano para decidir quais as politicas e ações a ter em conta, seja no momento, a curto ou a longo prazo. Será um órgão de coordenação e consulta que transformará o concelho de Celorico de Basto num concelho mais ciente das responsabilidades ambientais e económicas.
A cerimónia, que iniciou com a assinatura do protocolo por todos os membros constituintes do Conselho Municipal com destaque para o presidente da Assembleia Municipal, António Marinho Gomes, contou ainda com a presença do Diretor Regional Adjunto da Agricultura e Pescas do Norte, Mário Araújo Silva, com vereadores, deputados, presidentes de Junta entre outras individualidades.

Outras notícias