Publicações
Boletim Municipal nº35
Notícias

Atlas da internacionalização do Tâmega e Sousa uma referência para a internacionalização

21-06-2019

Um documento baseado num trabalho científico credível, com diferentes atores do território a trabalhar em conjunto para realidades diferentes até na capacidade de internacionalização.

Este atlas foi apresentado de forma informal ao Vereador do Município de Celorico de Basto mas prevê-se para breve, uma apresentação formal aos empresários e empreendedores, de diferentes setores, da região. A apresentação formal do mesmo será efetivada a 27 de junho, na Casa das Artes, em Felgueiras.

A dar a conhecer este atlas esteve o coordenador técnico do projeto e da Finance XXI Consulting, José Marques da Silva, que realçou a importância de “um consórcio, como a CIM-TS, ter em sua posse um documento que sistematiza a estratégia de internacionalização do território. “Um território que precisa de ganhar escala e credibilidade. Um território que disputa a capacidade de atrair empresas, numa competição cada vez mais global. Hoje, os mercados estão diferentes. Em tempos, a pouca produção dificultaria a internacionalização, hoje, os mercados evoluíram para valorizar o sentido da experiência e há cada vez mais pessoas a pagar a autenticidade”.

Este atlas centra-se em três pontos fundamentais a caracterização socioeconómica do território, a identificação de 9 mercados preferenciais, 7 na europa (França, Luxemburgo, Suíça, Espanha, Polónia, Bélgica e Alemanha) e dois mercados na América do Norte (Estados Unidos da América e Canadá), ou seja 630 milhões de pessoas num mercado potencial, em 6 setores de atividade nomeadamente moda, agroalimentar, turismo, metalomecânica, construção/materiais e mobiliário.

O Vereador da Câmara Municipal após ouvir as considerações deste atlas valorizou o facto de a dimensão já não ser um valor em si mesmo. “Felizmente está a apostar-se também em coisas com valor emocional, experiências, e não apenas em produção massiva e esse facto, aumenta as hipóteses de internacionalização do que é característico deste território, do que é nosso, do que é autêntico”.

Um atlas observa uma mudança de paradigma nos mercados a selecionar, já não se estudam os países como um todo, mas as cidades, as ruas, as necessidades locais. Ficou ainda claro que para um nível mais industrializado as cadeias de produção são vitais.

 

Município de Celorico de Basto 2019 - Todos os direitos reservados

Esta página é cofinanciada por...

Desenvolvido por