Publicações
Boletim Municipal nº37
Notícias

Celorico de Basto vê ligação a Mondim de Basto encurtada em 5km

09-09-2020

Primeira fase concluída com a ligação da Variante à EN210, ligação à A7 prevê-se para breve

Foi na nova ponte de Mondim, sobre o Rio Tâmega, que decorreu ontem, 08 de setembro, a inauguração, após conclusão da primeira fase dos trabalhos, da ligação rodoviária entre Celorico de Basto e Mondim de Basto. Uma inauguração que contou com a presença do Ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos.

Para Celorico de Basto esta obra peca por tardia, tendo condicionado a coesão e evolução deste território. Em Representação da Câmara Municipal de Celorico de Basto, o Vice Presidente, Fernando Peixoto, presente na cerimónia não pode deixar de tecer algumas observações relativas a esta obra, opinião partilhada pelo Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, ausente por motivos profissionais. “Hoje conclui-se a execução da ligação rodoviária entre Celorico e Mondim, uma obra absolutamente crucial para a aproximação destes dois Municípios, destas duas comunidades irmãs, e para o reforço da coesão territorial da região de Basto, que assim dá um grande salto em termos de condições de alavancagem para o desenvolvimento económico e social”. O autarca disse que esta obra é ainda mais crucial para Mondim de Basto reforçando que “o nosso Município de Celorico sabe que quanto maior for o progresso dos concelhos vizinhos maior será o nosso progresso. Celorico e Mondim terão, cada vez mais, que trabalhar de mãos dadas, porque os objetivos das nossas comunidades são comuns e a complementaridade das potencialidades dos dois territórios deve-se aproveitar ainda mais numa busca incessante pelo progresso e melhores condições de vida para esta parte significativa da região de Basto”. Terminada esta fase, Fernando Peixoto não pode deixar de reforçar a necessidade de continuar o investimento e terminar com o que foi prometido, a ligação à A7. “Torna-se agora essencial para as duas comunidades, que possamos avançar e concretizar a ligação à A7, no Arco de Baúlhe, executando metade da obra conforme acordo assinado a 3 de março de 2017, em Celorico de Basto, com a presença do Sr. Primeiro-Ministro”.

Com a execução da ligação à A7, será estabelecida uma maior coesão territorial entre as terras de Basto e por consequência “irá melhorar a circulação de pessoas, matérias-primas e produtos, que são assim garante de um maior desenvolvimento económico e social dos nossos concelhos”, permitirá ainda “uma maior proximidade aos mercados espanhóis e o acesso mais rápido às infraestruturas portuárias e aeroportuária, garantia de maiores condições de progresso” salientou Fernando Peixoto.

Também o Ministro das Infraestruturas e da Habitação partilhou do pensamento dos autarcas locais, dizendo mesmo que estas exigências são cruciais para a evolução destes territórios. “Estas pequenas ligações rodoviárias fazem a diferença na vida das pessoas, e em breve iniciaremos a 2ª fase deste processo, fazendo-se justiça ao povo das Terras de Basto. É preciso que exista consciência de que a execução destas infraestruturas é fazer justiça a uma luta antiga destas terras, não estamos a dar nada”. Pedro Nuno Santos observou a desilusão de muitos portugueses que se sentem abandonados “deixamos o interior para trás, deixamos uma parte extensa do território para trás no investimento, apostando, constantemente, nos grandes centros urbanos, no litoral, tendo-se criado um processo de despovoamento”. Estas obras são estruturantes e fundamentais “porque a dificuldade não está em chegar a Mondim para visitar a família e amigos está na fixação de indústria e da atividade económica”.

Créditos das imagens: Armindo Mendes

 

Município de Celorico de Basto 2020 - Todos os direitos reservados

Esta página é cofinanciada por...

Desenvolvido por