Igreja de Santa Maria de Veade 

Edificada no século XIII, sucedendo a uma pequena ermida, a atual Igreja de Veade é, no entanto, uma estrutura profundamente alterada no século XVIII.  

Do românico subsistem os portais laterais, apesar de revolvidos durante as intervenções barrocas, que reorientaram a Igreja (primitivamente a fachada principal encontrava-se voltada a oeste, seguindo a chamada orientação canónica) e lhe acrescentaram uma cabeceira a oeste.  

Os portais norte e sul estão muito ornamentados, mostrando pérolas e motivos vegetalistas, trechos de frisos enxaquetados e capitéis onde se representa o tema comum às bacias do Tâmega e Douro, de influência bracarense: a cena de Daniel na cova dos leões.  

Embora o portal principal mostre as profundas modificações que a Igreja sofreu pela mão do comendador Álvaro Pinto, das nobres famílias de Lamego, é no interior que compreendemos o gosto barroco em todo o seu esplendor.  

Embora se distingam campanhas anteriores, de cariz maneirista, é a cenografia barroca que toma conta de todo o espaço.  

Entre o uso da talha dourada, à policromia do granito, até ao rodapé azulejar da capela-mor, a expressão “horror ao vazio”, com que alguns caraterizam este estilo, adquire aqui particular expressão.  

MONOGRAFIA – Igreja de Veade
GUIA – Igreja de Veade

Contactos

Galeria

Crédito imagens: Rota do Românico

Outro Património Românico

Conteúdo atualizado em 28 de Setembro de 2022 às 12:49

Contactos

Câmara Municipal
Praça Cardeal D. António Ribeiro n.º 1
4890-291 Celorico de Basto


T. (+351) 255 320 300

E. geral@mun-celoricodebasto.pt

Enviar mensagem

"*" indica campos obrigatórios

Nome*
Privacidade

"*" indica campos obrigatórios

Nome*
Privacidade
Enviar mensagem